Osteonecrose Joelho

Osteonecrosis of the Knee

A relatively common cause of knee pain in older women occurs when a segment of bone loses its blood supply and begins to die. This condition is called osteonecrosis, which literally means “bone death.” More than 3 times as many women as men are affected; most are over the age of 60 years.

Cause

In the knee, the knobby portion of the thighbone on the inside of the knee (the medial femoral condyle) is most often affected. However, osteonecrosis of the knee may also occur on the outside of the knee (the lateral femoral condyle) or on the flat top of the lower leg bone (tibial plateau).

Top of page

The exact cause of the osteonecrosis of the knee is not yet known. One theory is that a stress fracture, combined with a specific activity or trauma, results in an altered blood supply to the bone. Another theory supposes that a build-up of fluid within the bone puts pressure on blood vessels and diminishes circulation.

Osteonecrosis of the knee is also associated with certain conditions and treatments, such as obesity, sickle cell anemia, lupus, kidney transplants, and steroid therapy. Steroid-induced osteonecrosis frequently affects multiple joints and is usually seen in young patients.

Regardless of the cause, if the disease is not identified and treated early, it can develop into severe osteoarthritis.

Symptoms
  • Sudden pain on the inside of the knee, perhaps triggered by a specific activity or minor injury
  • Increased pain at night and with activity
  • Swelling over the front and inside of the knee
  • Heightened sensitivity to touch in the area
  • Limited motion due to pain
Top of page
Diagnosis

Osteonecrosis of the knee develops through four stages, which can be identified by symptoms and X-rays.

Stage I: Symptoms are most intense in the earliest stage. Symptoms may continue for 6 to 8 weeks and then subside. Because X-rays are normal, a positive bone scan is needed to make the diagnosis. Treatment at this point is not surgical. The focus is on pain relief and protected weightbearing.

Stage II: It may take several months for the disease to progress to Stage II. At this point, X-rays will show that the rounded edge of the thighbone is starting to flatten out. An MRI or bone scan can be used to diagnose the disease. A computed tomography (CT) scan may also be used to measure the affected area.

Stage III: By the time the disease reaches stage III (3 to 6 months after onset), it is clearly visible on X-rays and no other diagnostic tests are needed. The articular cartilage covering the bone begins to loosen as the bone itself begins to die. Surgical treatments may be considered at this point.

Stage IV: At this point, the bone begins to collapse. The articular cartilage is destroyed, the joint space narrows, and bone spurs may form. Severe osteoarthritis results and joint replacement surgery may be necessary.

Top of page
Treatment

Nonsurgical Treatment

In the early stages of the disease, treatment is not surgical. If the affected area is small, this treatment may be all that is needed.

Options include:

  • Medications to reduce the pain
  • A brace to relieve pressure on the joint surface
  • A conditioning program with exercises to strengthen your thigh muscles
  • Activity modifications to reduce knee pain

Surgical Treatment

If more than half of the bone surface is affected, you may need surgical treatment. Several different procedures may be used to treat osteonecrosis of the knee.

Among the surgical options are:

  • Arthroscopic cleansing (debridement) of the joint
  • Drilling to reduce pressure on the bone surface
  • Procedures to shift weightbearing away from the affected area
  • Unicompartmental or total knee replacement

Your orthopaedic surgeon will discuss the options with you and make a recommendation based on your individual situation.

Osteonecrose do joelho

A causa relativamente comum de dor no joelho em mulheres idosas ocorre quando um segmento de osso perde seu suprimento de sangue e começa a morrer. Esta condição é chamada osteonecrose, que literalmente significa “morte osso.” Mais de 3 vezes mais mulheres do que homens são afetados, a maioria são sobre a idade de 60 anos.

Causar

No joelho, a porção com protuberâncias do fémur do lado de dentro do joelho (côndilo femoral medial) é mais frequentemente afectadas. No entanto, a osteonecrose do joelho também pode ocorrer na parte externa do joelho (côndilo femoral lateral) ou sobre a parte superior plana do osso da perna (planalto tibial).

A causa exacta da osteonecrose do joelho ainda não é conhecida. Uma teoria é que uma fratura por estresse, combinado com uma atividade ou trauma específico, resulta em um suprimento de sangue alterado até o osso. Outra teoria supõe que um acúmulo de líquido dentro do osso coloca pressão sobre os vasos sanguíneos e diminui a circulação.

Osteonecrose do joelho também está associada a certas doenças e tratamentos, tais como a obesidade, a anemia falciforme, lúpus, transplantes de rim, e terapias com esteróides.Osteonecrose induzida por esteróides freqüentemente afeta várias articulações e geralmente é visto em pacientes jovens.

Independentemente da causa, se a doença não for identificada e tratada precocemente, pode evoluir para osteoartrite severa.

Sintomas
  • Dor repentina no interior do joelho, talvez provocado por uma actividade específica ou pequenas lesões
  • Aumento da dor à noite e com a atividade
  • Inchaço sobre a dianteira e no interior do joelho
  • A elevada sensibilidade ao toque na área
  • Limitação de movimento devido à dor
Diagnóstico

Osteonecrose do joelho se desenvolve através de quatro estágios, que podem ser identificados por sintomas e raios-X.

Estágio I: Os sintomas são mais intensos na primeira fase. Os sintomas podem continuar durante 6 a 8 semanas e depois desaparecem. Porque os raios-X são normais, a cintilografia óssea positiva é necessária para fazer o diagnóstico. O tratamento neste momento não é cirúrgico. O foco é no alívio da dor e descarga de peso protegidos.

Estágio II: Pode levar vários meses para que a doença evoluir para a fase II. Neste ponto, os raios-X mostram que a borda arredondada do fêmur está começando a se achatar. Uma ressonância magnética ou de osso pode ser usada para diagnosticar a doença. A tomografia computadorizada (TC) também pode ser usado para medir a área afetada.

Estágio III: No momento em que a doença atinge estágio III (3 a 6 meses após o início), é claramente visível em raios-X e outros testes de diagnóstico não são necessários. A cartilagem articular que cobre o osso começa a soltar, como o próprio osso começa a morrer. Os tratamentos cirúrgicos podem ser considerados neste ponto.

Etapa IV: Neste momento, o osso começa a entrar em colapso. A cartilagem articular é destruída, o espaço de articulação estreita e osteófitos podem se formar. Resultados osteoartrite severa e cirurgia de substituição da articulação pode ser necessária.

Tratamento

Tratamento não-cirúrgico

Nas fases iniciais da doença, o tratamento não é cirúrgico. Se a área afetada é pequena, este tratamento pode ser tudo o que é necessário.

As opções incluem:

  • Medicamentos para reduzir a dor
  • Uma cinta para aliviar a pressão sobre a superfície articular
  • Um programa de condicionamento com exercícios para fortalecer os músculos da coxa
  • Atividade modificações para reduzir a dor no joelho

Tratamento Cirúrgico

Se mais da metade da superfície do osso é afetado, pode ser necessário o tratamento cirúrgico. Vários métodos diferentes podem ser usados ​​para tratar a osteonecrose dos joelhos.

Entre as opções cirúrgicas são:

  • Limpeza artroscópica (desbridamento) da articulação
  • A perfuração para reduzir a pressão na superfície do osso
  • Procedimentos para deslocar weightbearing longe da área afectada
  • Substituição do joelho ou total unicompartimental

O seu cirurgião ortopedista irá discutir as opções com você e fazer uma recomendação com base na sua situação individual.

Leave a Reply